O Periquito


Ondina Santos


De penas amarelas
veste o alegre periquito
Alegrando as donzelas
com seu bico pequenito

Periquito, periquito
tens um cantar tão bonito

Vai saltando de contente
de um ramo p’ra outro ramo
Vai brincando e voando
tendo ao seu lado outro mano

Periquito, periquito
tens um cantar tão bonito

Viu ao longe uma semente
de um grande girassol
e voa para  a apanhar
e sobe em direcção ao sol

Periquito, periquito
tens um cantar tão bonito

Outra vez, quando nasceu
quero ser um periquito
e ser livre como o vento
e cantar, assim, bonito!

 

 

Apoios:  apoio passaro